terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Dias cheios

Gosto de dias cheios. Dias que passam a correr de tão preenchidos mas cujos instantes perduram na memória. De chegar a casa ainda de dia, pousar as tralhas do trabalho e sair logo a seguir. Andar a pé, correr para apanhar o metro, chamar um táxi, pegar no carro... simplesmente ir. Ver novos lugares, revisitar sítios conhecidos. Procurar caras novas mas, sobretudo, estar com os amigos de sempre. Numa conversa profunda ou, talvez melhor, falar de nada e rir de tudo. Respirar ar puro ou deambular na confusão da cidade. Pernas cansadas, cabeça desempoeirada, coração cheio.

(Chega de desperdiçar dias de uma vida que se quer plena, limitando-me a sobreviver momento após momento.)

10 comentários:

Shinobu disse...

Infelizmente ando mais numa de sobreviver do que viver neste momento. Mas pronto é a preguiça e a vontade de ficar no quentinho da cama que se sobrepõe à vontade de andar a explorar que nem uma maluca. (Isto não é uma coisa boa eu sei)
Se conseguires viver a tua vida em pleno, todos os dias... parabéns. Gostava de ser um niquinho como tu.
Beijinhos

teardrop disse...

Olá Shinobu!
São dias plenos que chegam depois de um ano negro de sobrevivência... Começo a ver que existe luz ao fundo do túnel e quero continuar a caminhar até chegar a ela. Não tem sido fácil (como digo em alguns textos anteriores) e por isso tenho que tentar aproveitar quando as coisas correm melhor!
Muita força para ti, espero que os dias a sobreviver passem e que consigas viver! Um beijinho grande

Maria disse...

depende muito de nós fazer dos dias, dias felizes, com momentos felizes :)

Just a Lady disse...

Por vezes aproveitar os momentos e passear, divagar pela cidade, na confusão, com música nos ouvidos ou não, ajuda-nos a pensar, a ganhar mais confiança, ver as coisas melhor, se é que me entendes. Existe luz ao fundo do túnel sim, não é fácil mas há que lutar para isso. :) Beijinhos espero que estejas bem*

ML disse...

Tenho tantas saudades de ter dias assim. De sair sem horas, sem tempo contado e usufruir da vida. Simples não é?

Mas as viroses este inverno não nos largam cá em casa!

Volta verão!!!

Jo disse...

É isso mesmo! :)

Ariadne disse...

Assim é que se quer! :D
Aos poucos e poucos a escuridão vai sendo afastada e conseguimos ver o lado bom da vida, o que nos consegue alegrar e fazer viver!
Muita força! :D
Beijinhos grandes

VerdezOlhos disse...

Que delícia, tens toda a razão!

Diana Machado disse...

Deveria seguir o mesmo caminho, mas primeiro psicologicamente tenho de juntar de novo as peças, e de seguida vamos a isso :D

António Jesus Batalha disse...

Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, pois por uma acção do google meu perfil sumiu e estava a seguir o seu blog sem foto e agora tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço e muita paz e saúde.
António Jesus Batalha.