quinta-feira, 13 de setembro de 2012

E para confirmar o que o povo leigo anda a dizer...

"Sempre disse que era muito importante ter uma melhoria da produtividade e uma contenção salarial. Mas se houver apenas austeridade, a economia não vai sobreviver."

Abebe Selassie - Chefe da Missão do FMI

“Esta brutalidade de medidas que foram anunciadas para o Orçamento de 2013, e se calhar ainda não sabemos tudo, para passar de um défice de 5% para 4,5%. Eu pergunto como é que se passa de 4,5% para 2.5%? É com o dobro ou triplo das medidas que foram tomadas agora? Chegamos a que país? O que é que resta?"

Manuela Ferreira Leite - Economista e ex-Ministra das Finanças

11 comentários:

Roxanne disse...

eu até tenho medo!

D. disse...

Por vezes dou comigo a pensar que é melhor nem pensar e o que será, será. Só que tenho receio de que vamos chegar, de novo, ao dia, em que temos de partilhar uma sardinha por 4.

Palco do tempo disse...

os dias que se paroximas, um futuro proximo não será melhor em termos de austeridade que estes...

anf disse...

ás vezes prefiro ignorar as noticias,
parvoíce eu sei, mas andando e vendo.
beijinho querida

L' Amoureuse disse...

Ai meu Deus, eu ontem não vi a Manuela, na verdade de todas as vezes que vejo um telejornal o meu coração chora. Não faço ideia onde é que vamos chegar.

Karina sem acento disse...

Quando uma pessoa como a Manuela Ferreira Leite, que há uns anos atrás disse que teria de ser necessário aumentar os impostos, diz isto, é porque as austeridade imposta é realmente absurda. Eram realmente necessárias medidas e sacrificios, porque Portugal tb estava habituado a gastar sem contenção, mas isto é uma vergonha! Até porque os sacríficios são só da parte dos cidadãos comuns... só e apenas!

D.Pereira disse...

é demasiado para a minha cabeça...
nem quero pensar nisso...

Anónimo disse...

Acho engraçado essa ideia de não se ver as notícias porque só falam de coisas más... pois aqui vai uma novidade, não são coisas más, são a realidade do nosso país e não vale a pena esconder a cabeça e continuar como se nada fosse. A crise está cá e a meu ver não vai desaparecer tão cedo, vai é pior e está na altura de muitas pessoas repensarem o seu estilo de vida e quais são as verdadeiras necessidades de uma pessoa. Será comprar montanhas de roupas, sapatos, malas e bijuterias para publicar outfit todos os dias ou será melhor viver com um pouco menos de roupa e com o espírito mais leve!

Joana disse...

Se a vossa relação está assim pensa no que realmente queres. No entanto, desejo-te as maiores felicidades:)
Sigo!

Ju disse...

eu tenho esperança que estas medidas vão ser alteradas!!

Fiona disse...

E porque não dão ouvidos a quem diz isto? Sinceramente tenho cada vez mais receio do próximo ano, muito sinceramente...