sábado, 7 de fevereiro de 2015

Viver a música


Sempre foi assim. Penso que não deixará de o ser. A associação de determinados momentos da nossa vida a algumas músicas. A atracção que sentimos por alguns sons em fases mais ou menos boas.

Foi o que aconteceu num destes Sábados, quando entrei numa loja de música e ouvi esta banda. A sensação imediata foi de conforto para a minha alma. De tal modo que, sem saber o que era, decidi ir perguntar a um colaborador qual era o CD para o trazer comigo. 

Ando a ouvir o Entity em modo repetido como em tempos distintos e identificáveis ouvi o Razorblade Romance (HIM), o Hybrid Theory (Linkin Park), o Lungs (Florence + The Machine), o Happiness (Hurts), o The Back Room (Editors) e tantos, tantos outros...

Acredito que comunicamos através da música, por isso se querem saber como me sinto... é só ouvir Oscar and the Wolf.


3 comentários:

estrela disse...

eu gosto mais de música calminha! esta até é calma depois da 1ª parte da música!

Timtim Tim disse...

Não conhecia...não fiquei muito fã...desculpa a sinceridade...não me traz energia positiva.

Marisa Costa disse...

Não conhecia a música :b