domingo, 17 de novembro de 2013

And there we go...

Murro no estômago. A minha cabeça começou subitamente a latejar. Medo do trabalho que há para REfazer? Não, nada disso. Nunca. 

Tristeza. Desapontamento. Que mais se segue? Como mais irá ser atacada uma indústria tão importante para os cidadãos deste país? Porque se fazem surpresas quando tudo poderia ser feito atempadamente? 

Provavelmente passarei a noite em claro mas amanhã levanto-me e faço o que tem que ser feito.

No final da semana, quando vir o meu recibo de ordenado adicionado daquela coisa calculada depois dos duodécimos que ainda se chama "subsídio de Natal" e olhar para o que me levaram... vou sentir novamente revolta, injustiça e desilusão.




Nota: eu não costumo fazer referência a política/Governo/etc... mas hoje teve que ser.

8 comentários:

GATA disse...

Há muito tempo que deixei de ter esperanças e expectativas do mundo laboral, e também do mundo me geral.

Maria disse...

um dia isto vai mudar :) temos de ter fé

Maria Rita disse...

É duro e triste está realidade em que nos encontramos.

O Blog da S. disse...

Podes crer... :(

Estouvadita disse...

Sofremos todos do mesmo mal!

Helena Pereira disse...

Imagino! Mas esperemos dias melhores. Pelo menos haja esperança.
Beijinhos grandes.

Carpe diem to me disse...

A situação é complicada, mas não percas a esperança.

Bjs

Fiona disse...

Infelizmente, esta é a realidade com que estamos a lidar e parece que tende sempre a haver sempre mais algum presente envenenado à nossa espera. Mas quero acreditar que as coisas vão melhorar... Têm mesmo de melhorar para o bem de todos! Quanto ao recibo de vencimento... Já recebi o meu... E até dói ver aquilo que com que me vão ficar no final deste mês...

Bjs