segunda-feira, 27 de maio de 2013

E como nem tudo são rosas...

Tivemos hoje a confirmação que o meu pai sofre de diabetes tipo 2. Nada de espantar, dados os antecedentes familiares e o pouco cuidado quer com alimentação, quer com o exercício. Claro que é sempre um murro no estômago. Ainda mais quando, desde que entrei na nova empresa, tenho andado a estudar intensivamente esta doença.

Agora é conseguir convencê-lo a fazer tudo como deve ser para tentar minimizar os estragos que uma glicemia mal controlada pode fazer a nível de todo o organismo. Já sei que vou ter que ser eu a tomar as rédeas desta operação e vou ter que ser dura. É complicado quando chega a altura de sermos nós a tomar conta dos nossos pais, mas eu estou preparada para o fazer. E se não quiser levar as coisas a bem com a filha, vai ter que levar com a chata da Dra. Teardrop todos os dias... Para o bem dele. E nosso.

27 comentários:

rosa_chiclet disse...

bem ele tem mesmo de se cuidar..

força para essa tarefa dura que te espera..

kisses***

Nadinha de Importante disse...

Sei o quanto isso é difícil, ser pais dos nossos pais. Já passei por essa situação.
Todo o meu apoio nessa tarefa árdua!
Beijos

marina disse...

Sei muito bem do que falas o meu pai tem diabetes tipo 2 e não tem sido fácil, apesar dele ter o máximo de cuidado, mas é muito chato, só pelo excesso de cuidado...e cada vez está pior, mas o meu pai tem 78 anos...e eu ando tão cansada, é que ele cansa muito a minha mãe e depois quando eu lá estou são os dois a fazer queixas...
Que tudo corra bem com o teu pai!

Estrelinha disse...

Boa sorte!

Pusinko disse...

Só vai correr pelo melhor. O teu pai precisa desse cuidado extra da tua parte. Senão poderia ter sido diagnosticado quando eras adolescente ou estudante fresquinha no curso. Calhou agora, quando és uma profissional experiente e com mudanças na forma de encarar a vida e com reiki a fazer parte activa. Para melhor e com um sorriso :-)
Beijinhos

disse...

Tens de ser chata com ele, para o seu próprio bem :)

O meu reflexo disse...

Tens de o fazer aceitar a doença, depois tudo é mais fácil

Márcia V. disse...

Vai ser complicado mas com esforço tudo vai correr bem ;)

O Blog da S. disse...

Tem muito a ver com a alimentaçao errada e falta de movimento...
Espero que o consigas convencer!!!
bjs

Minimi disse...

Não é uma doença fácil, por isso, espero que ele tome mais cuidado agora e te ouça com atenção para que a coisa não se descontrole. Boa sorte!

MJ disse...

Tens que ser forte, até que o pai perceba que é para o bem dele.
Bjs

Lux disse...

Querida, infelizmente já há algum tempo que sou eu que tenho que tomar conta dos meus pais.
Ainda outro dia comentava com a minha madrinha, que é uma espécie de segunda mãe e confidente, que nunca esperei ter que vir a tomar conta da minha mãe tão cedo. Sempre soube que essa é a lei natural das coisas mas nunca pensei que tivesse que ser tão cedo e não só a nível de saúde.
Com o tempo as coisas encaminham, habituas-te. Mas é difícil para mim porque não me sinto à vontade a "dar ordens" aos meus pais.
Por vezes vais ter que ter pulso forte, outras vezes vai lá com palavras e mimos. Depende.
Força querida! É o que te posso desejar.
Lux

somaijum disse...

Epá, isso é chato. Especialmente quando as pessoas não tomam, ou não querem tomar consciência da gravidade da doença.
Infelizmente já levei esse e outros murros mais violentos no estômago e, embora nem sempre consiga cumprir tudo a 100%, faço pela vidinha e não quero que ninguém tenha de tomar as rédeas por mim.
As melhoras. :/

Palavra Já Perdida disse...

E assim é que tem de ser ;)
As melhoras para ele e muito cuidado !!

medusa disse...

Ah pois é, agora tem que ter cuidadinhos extra e tu tens que fazer o papel da chata!

dreamerthing disse...

Muitaaaaaaaaaaaaaa sorte!

Margarida ♥ disse...

Boa sorte querida :)

Dudu disse...

Não é uma boa noticia, mas é controlável e como bem dizes o primeiro passo é fazê-lo aceitar a diabetes e a viver com ela, e parece-me que está em boas mãos.
Força e paciência.

Rainha disse...

É preciso muito cuidado. Tens de andar de olho e não deixar cometer asneiras. Depois de um período de habituação torna-se mais fácil.

Marta disse...

Pois...eu também tenho um caso na família :/
Há que fazer exercício e comer de forma saudável, mas sabemos que com a nossa gastronomia não é fácil resistir a algumas tentações :)

Maria disse...

Vai ter que cuidar dele :)

Dool In High Heels disse...

Olá...
Gostei muito do teu cantinho...
Sou nova na blogosfera como blogger mas já cá navego há bastante tempo como leitora...
Parabéns pelo excelente trabalho que tens feito no teu Blog...
O meu cantinho é:
dollhighheels.blogspot.pt
Se puderes dá uma espreitadela e se gostares segue-me...
Bjokas
Bruna

Zoana disse...

Aiii.. é uma doença muito chata.
Mas nada que com controlo não corra bem :)

GATA disse...

Lamento, pelo que te desejo MUITA FORÇA!

Cláudia G disse...

força, pequena grande lutadora :)

Quel* disse...

Assim como os nossos pais foram persistentes e autoritários connosco, temos de ser iguais com eles, para o bem deles.

Just a Lady disse...

Não é muito fácil, é preciso muita força, tenho do tipo 1 e nem sempre consigo fazer tudo direito. As melhoras para ele :)
Beijinhos*