segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Secretly

Há uns quatro anos atrás, estava no pico dos meus ataques de pânico. Ainda andava a fazer exames para perceber se tinha algum problema cardíaco e muitas noites adormecia com medo de não acordar de manhã.

Foi também por essa altura, aquando no nosso sétimo aniversário de namoro, que sofri uma grande desilusão porque estava à espera de ser nesse ano que ia ser pedida em casamento.

Depois disto, todas as noites, depois de já estar deitada, tirava a aliança de namoro da mão direita e colocava-a na mão esquerda. Se não acordasse de manhã, pelo menos ele ficaria a saber que mesmo não estando no papel nem estando nenhum compromisso assumido formalmente, eu sentia que era a mulher dele.

9 comentários:

JB disse...

Um texto tão simples e tão íntimo. Às vezes, partilhamos segredos aqui de uma forma tão pessoal que não fazemos nem com os nossos amigos mais chegados. Obrigada. Faz-me perceber que alguns comportamentos que tenho não são assim tão estranhos.
Quanto aos ataques de pânico,tenho uma dica que talvez possa ajudar (se quiseres.contacta-me por email).

Um beijinho,
JB

rosa_chiclet disse...

bem querida deve ter sido uma altura complicada.. mas ainda bem que passou.. força..

kisses***

Cláudia disse...

acho que depois desta confissão não há desculpa para não haver pedido formal com anel certo e tudo! :)

Colour my life disse...

Olha, fiquei tão emocionada com o teu texto. Lembro-me perfeitamente dos ataques de pânico do meu namorado. Digo-te que para quem está de fora também é muito complicado e é necessário gostar-se muito para conseguir apoiar a pessoa.
Na altura, foi como conhecer uma outra pessoa. Mas com amor, vamos lá.
Quanto a desilusões amorosas, este ano também foi um caus para mim. Mas o tempo cura muita coisa. E o que não curar, nós metemos numa gaveta. :)

Miúda disse...

É preciso coragem para admitir isso. Ainda bem que já ultrapassaste essa fase. Ataques de pânico são do pior que há.

ML disse...

Gostei tanto de "te ler"... descobrir mais um bocadinho de ti... :)

Níxia disse...

íntimo e tocante! acho que só consigo dizer isso.. ;)

Sun disse...

Sei bem o que são esses ataques, é horrível! E muito difícil de controlar..

Pi Maria disse...

Gostei do texto, a sério :)

Olha e depois descobriste o que tinhas? É que eu tenho coisas do género e sinceramente já senti exatamente isso o que tu sentes: ia à noite para a cama com tantas dores que tinha medo de no dia a seguir não acordar. Ainda não sei bem o que tenho, dizem que é nervosismo e mandam-me beber chazinho, a minha vontade é mandar-lhes o chá à cara mas pronto xD

Beijo ^^