quinta-feira, 16 de agosto de 2012

E se?


Há uns tempos fui confronta com a hipótese de sair do país para trabalhar. Uma entrevista telefónica na qual decidi participar. Acabei por não seguir em frente, mas o pensamento ficou cá.

Se há uns anos atrás teria que pensar bastante, hoje em dia, acho que aceitava sem grandes problemas.

E se muitas das coisas que desejámos não tiverem que acontecer? E se começarmos a perceber que o futuro não seguirá o caminho pelo qual lutámos?

25 comentários:

Lia disse...

Sou de opinião que infelizmente nos tempos que correm não podemos colocar muitos "ses"... A mim se me dessem a oportunidade de sair, eu sairia!

Joana Laranjinha disse...

Eu acho que quando as coisas não levam o rumo que pretendíamos, temos "apenas" de readaptar os planos e moldar os nossos objectivos à situação! Beijinhos

Flor Guerreira disse...

Concordo com a Joana Laranjinha.
Quando as coisas não nos correm como queremos há que tirar o melhor partido do que aconteceu!

Heriwen disse...

Eu gostava muito de sair daqui. E, se tiver oportunidade, assim farei ;)

Não vale a pena ficar a remoer em "ses" ;)

**

Fi disse...

Eu acho que existem fases para tudo. Existem aquelas em que podemos largar tudo sem olhar para trás e aquelas é que é-nos simplesmente impossível. Talvez a fase tenha mudado. :)

Kelinha disse...

Partilho da mesma opiniao

PinUp Me disse...

Acho que há um timing para tudo.
O de sair do país já me passou, se fosse o ano passado ía na hora sem olhar para trás. Este ano tudo mudou e largar tudo seria mais complicado

Rafaela Miranda disse...

O futuro é uma grande incógnita.
Neste momento estou tirando a minha licenciatura, e gostava muito de ter trabalho na minha área. Mas nunca se sabe. Porém sair da minha santa terrinha é a minha última hipótese.

Qualquer maneira se já tive tudo a minha espera, trabalho e casa fora, ponderava bastante, mas julgo que acabaria por ir.

@lice B. disse...

também já penso nisso. e se o nosso futuro estiver lá fora ? é dificil decidir, mas temos que ter a coragem de fazê-lo :)

teardrop disse...

Aqui no meu caso é mais não ver a minha vida pessoal a encaminhar-se no sentido que estava à espera...

Deia disse...

se o futuro não está a caminhar por onde queríamos, há que reajustar- Amarrar as cordas, e levá-lo pela linha que queremos que vá- com alguns ajustes, para assim ter algum sabor. :)

*C*inderela disse...

Infelizmente algumas coisas não correm como planeado, há que ser flexivel e adaptarmo-nos às situações e redefinir novas prioridades.

Thoughts from Lady V disse...

Nos meus planos tenho o objetivo de imigrar... Agora até realizar isso ou não, muitas escolhas terão de ser feitas.
Beijinho*

Pusinko disse...

Eu saí há 7,5 anos.
Tinha por objectivo de vida passar algum tempo fora.Quando achar que é hora mudo de novo. Ou volto.
O futuro faz-se a cada passo.
"Sometimes we get what we want, sometimes we get what we need."
Se calhar precisas de arejar noutras latitudes :) Deixa rolar...

Lux disse...

Devemos aproveitar todas as oportunidades que a vida nos dá sem fazer grandes planos para o futuro.
A verdade é que o futuro é isso mesmo, o FUTURO, e quantos mais castelos construimos no ar, mais rapidamente uma rajada de vento os leva, por isso, acredito mesmo em viver o presente.
Com um olho no futuro claro, mnas aproveitar todas as oportunidades que surjam.

Lux

Patrícia disse...

É verdade... Se um dia tiver oportunidade, eu saio... :)

DiliciousBlush disse...

É dificil essa decisão de sair de cá, mas infelizmente hoje em dia é a mais sorridente

Rita disse...

A verdade é que com o país que temos neste momento, o sair para fora já não é mal nenhum. No entanto eu não sou capaz de ir sozinha e deixar o namorado ou a família para trás. Isto porque acho que é preciso muito apoio e sem eles, onde tinha eu o apoio? mas isto falo da boca para fora, porque no entanto se me deparasse com uma situação dessas, talvez tudo mudasse.. não sei..

Sissi disse...

Olha eu entrei na faculdade de farmácia de Paris (Université Paris Descartes)e não fui.... hoje em dia penso se terei tomado a decisao certa de ter ficado em Portugal... hoje, provavelmente não teria pensado 2 vezes, ia e pronto, mas é a tal coisa, não se pode viver no mundo dos "ses"...

***beijinhos

Jukinha disse...

Quando decidi vir para a área internacional tinha enne pontos de interrogação na minha cabeça...mas hoje passados quase dois anos tenho a certeza que fiz a escolha certa!

Um experiência única!!

Harmony disse...

Acho que o facto de 59% dos universitários quererem sair do país para trabalhar diz muita coisa. Primeiro, não temos as oportunidades que queríamos no nosso país, se temos, não são remuneradas decentemente ( ou sequer remuneradas)o que por sua vez não nos permite desenvolver as nossa vida como gostaríamos. Se calhar também será esse o meu futuro.

Palco do tempo disse...

quando não conseguimos no nosso pais temos de procurar noutro

Someone* disse...

seria uma desilusão enorme, um queda de um sonho muito alto . mas eu ia começar de novo e de novo vezes sem conta até conseguir .

Liliana Carvalho disse...

Não é que não pense em futuro, que penso. Mas não o idealizo. Acho que as coisas acontecem se assim tiver que ser.

Cor do Sol disse...

É preciso muita força de vontade para se ser emigrante. Comigo foi uma coisa que eu quis mas que me custou imenso tendo eu uma familia super unida. Passado mais de um ano o sentimento de falta é o mesmo ou ainda maior. Mas há outros objectivos e esses também valem a pena. Posto isto, nao me arrependo mas tenho a certeza de que quero voltar.