quarta-feira, 4 de abril de 2012

Analogia...


Sabes quando começas a olhar de perto para a parede e começas e ver falhas pequenas que nunca tinhas reparado que existiam? E quando algumas que já vias mas achavas que eram pequenas e te começam a parecer que podem estar a pôr a estrutura da parede em risco?

Afinal a estrutura não é tão sólida quanto parece...

12 comentários:

Lígia Gomes disse...

É melhor deixares esses pensamentos de lado e viveres a vida! É melhor... não percas tempo a pensar em coisas que não valem a pena.

Maria disse...

Todos temos momentos desses... em que todas as duvidas do universo se abatem sobre nós... mas há que decidir se vale a pena arranjar essa parede ou então focar a atenção noutras paredes...
Beijinhos e toca a arrebitar!
:)

Maria disse...

Desculpa a confusão ali de cima mas as minhas ideias andam baralhadinhas de todo...
:)
Boa Páscoa!

teardrop disse...

Foi mais ver que a realidade nem sempre é tão pura como parece... :)

Maria disse...

Nunca é...

Su disse...

Às vezes construimos castelos de areia e custa vê-los desmoronar. Mas outras construções serão idealizadas, e com os erros cometidos no passado, serão mais fortes!

Cláudia disse...

Felizmente esses momentos de lucidez, apesar de dolorosos a curto prazo, acabam por ser positivos.

Beijinho

D.Pereira disse...

só sei o que isso é em termos de metáfora porque nunca me deparei com essa situação das paredes...

Quel* disse...

Por muito bem que construas as coisas, há sempre alguma coisa que racha. O importante é continuar apesar de tudo isso.

Maggy disse...

Infelizmente a maior parte das vezes vemos e pensamos que não é nada:s

Dina disse...

Quando é assim o diálogo é fundamental (sem deixar passar muito tempo), para que as coisas não alastrem...

Maria do Mar disse...

é verdade ...