terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Sobre a Whitney Houston...


Não era fã da cantora. Há muito que não ouvia a música dela. No entanto, a I will always love you fez parte de uma época importante da minha vida. Quando era a eterna apaixonada pelo rapaz que não queria nada comigo, aquele por quem suspirei durante 5 anos da minha vida, entre ser menina e quase-mulher. Na minha inocência achava que ia gostar sempre daquele jovem, que seria feliz se ele fosse feliz... Quando havia aquela mania dos caderninhos com perguntas que dávamos aos colegas para responderem (quase sempre com segundas intenções), quando me perguntavam a música que dedicava à pessoa que gostava eu respondia sempre com esta. É uma bonita letra, um hino ao amor verdadeiro interpretado por uma grande voz. Mais uma que se perde.
Acredito que a música tem um papel muito importante na nossa vida. Esta é mais uma das músicas que compõem a banda sonora da minha.

9 comentários:

Isaa disse...

Princesa tenho um selinho no meu blog para fazeres se quiseres :D
http://eraumavezumagata.blogspot.com/2012/02/selinhos-das-minhas-princesas.html

Sofia disse...

Comigo também se passou o mesmo. Essa música marcou uma época de paixão de adolescente, daquelas que magoam por não serem correspondidas e são intensas cá dentro. :)

Estrelinha disse...

Eu por acaso nunca fui fã da Whitney Houston.. Mas claro que concordo que a música dela marcou muita gente e que faz parte da história ;) beijinho

S* disse...

Acho que quase toda a gente já ficou com o coração pequenino ao som dessa música...

Kelinha disse...

Também nunca fui fã da Whitney, mas de facto tinha algumas músicas que nos prendiam!
Gostei muito do teu blog. Vou seguir :) *

Sexy na Cidade disse...

=) todos temos de ir...someday!

Maria

Márcia Lourenço disse...

http://bijuteria-da-m.blogspot.com/2012/02/informacao-iii.html - Participa :)*

*C*inderela disse...

adoro essa música e outras dela. tinha uma grande voz.

Petra disse...

Eu adoro a senhora, e tive muita pena, não só essa música me marcou mas tantas tantas dela. Uma verdadeira diva que marcou a minha adolescência sem dúvida! beijo