sábado, 1 de janeiro de 2011

Momentos a sós

Senti necessidade de termos este começo de ano só os dois. Preciamos de "nos encontrar". Um terço da minha vida contigo é bastante tempo. Procuro em ti (imagino que sintas o mesmo) a pessoa que foste e deixaste de ser. Ensinaste-me a ser feliz e deixaste cair a tua alegria. Olho para ti e não vejo o sorriso genuíno e maravilhoso, o secret smile, com que me brindavas no início.
A vida não foi fácil. Talvez nem tenha sido justa contigo, com o teu esforço. Reconheço isso. Orgulho-me de seres a pessoa mais forte que conheço, muitas vezes dei comigo a pensar que se fosse eu não teria aguentado.
Mas hoje temos aquilo que mais desejámos ter um dia. E no meio de uma casa para tratar, o cansaço dos nossos trabalhos exigentes, mais o cansaço da tua pós-graduação, do meu mestrado, dos artigos para ler que trazemos para casa, das noites em que ficamos a ajudar o outro no seu trabalho, das partidas inesperadas que a vida nos vai pregando, acabámos por deixar os sentimentos em lume brando.
E não é assim que deve ser, não é assim que quero que seja. Quero que sejas a pessoa mais feliz que conheço. Quero que possamos rir e fazer mais disparates juntos. Quero que nos encontremos novamente com aquilo que já fomos um dia. Quero-te para a vida, como há 9 anos e 2 meses atrás. Mas com todas as certezas que não tinha antes.
Por isso, começamos este ano a 2. E desejo que seja todo um ano dedicado a nós.

5 comentários:

Miguel disse...

Bonito!

Desejos que 2011 vos traga isso e mais um bocadinho, que não pediste.

Eu sei, eu sei, sou um mãos largas...

;)

JS disse...

Que assim seja!! Um 2011 com tudo aquilo que desejas.

Beijinhos

Petra Pink disse...

E começar o ano a 2, é uma bela forma de reencontro e partilha de sentimentos... beijo.

Claudia disse...

Tudo de bom para o ano 2011.Bjnhos

susana disse...

A vida muda e nós mudamos com ela, e compreendo perfeitamente que nada seja igual, nada pareça tão bom, tão verdadeiro como no início, de tal maneira que nem sempre se consegue explicar ao outro. E acho que o tempo a dois é muito necessário, pois às vezes deixamos em stand by o que pensamos já estar conquistado. O amor precisa de lenha por onde arder, e desejo que o novo ano te traga isso e muito mais :)