quarta-feira, 16 de abril de 2008

Novelas

Antigamente haviam as foto-novelas e as novelas de rádio. Não é do meu tempo, mas conta que se esperava ansiosamente por cada novo capítulo, pedaço de história mirabolante saído da cabeça de alguém. Hoje em dia para acompanhar novelas basta comprar revistas cor-de-rosa de vez em quando, nem precisa ser frequentemente nem as mesmas revistas. As histórias parecem cada vez mais rebuscadas e não têm fim à vista. Folhetins que se repetem quase sempre com as mesmas personagens e com histórias criadas pelas próprias mentes dos intervenientes...

1 comentário:

nimrod disse...

Ahaha! Indeed. É melhor que qualquer tvi ou sic...