terça-feira, 1 de abril de 2008

Dos caminhos da Saúde...

Foi hoje suspensa a comercialização de um suplemento alimentar. Já tinha tido conhecimento durante a manhã, mas foi notícia de destaque no jornal da hora do almoço. Este acontecimento trouxe-me algumas reflexões.
1 - O produto estava à venda em farmácias e lojas de produtos naturais. Na reportagem procuraram um dessas lojas em vez de irem a uma farmácia. Nada contra. O senhor quando questionada a sua opinião respondeu que não concordava com a suspensão do produto pois não via qualquer perigo nos componentes, sobretudo quando o produto tinha tanta aceitação. Será que ouvi bem? É mesmo por haver bastante procura que se consegue perceber qual a dimensão das reacções adversas. Em farmácia existe a trilogia Qualidade-Segurança-Eficácia. Apesar de ser óbvio que, para assegurar o nosso emprego, tenhamos que vender produtos, a preocupação principal deve ser assegurar tanto quanto possível a saúde do utente. Mas esta é só a minha opinião e vale o que vale.
2 - Não haveria tantos casos de pessoas a ter problemas se não tivesse sido feita uma campanha massiva do produto. Pessoas que compraram o produto sem ter qualquer noção do que iam tomar, a informação que acompanha o suplemento não é extensa. Provavelmente nem os profissionais de saúde estariam suficientemente habilitados para dar as respostas e, falo por mim, mesmo tendo pesquisado fiquei com bastantes dúvidas.
3 - Reacções anafiláticas podem acontecer com qualquer medicamento, suplemento alimentar e até alimentos. Não é algo que se possa prever na maioria dos casos. Já a hepatotoxicidade é algo que deve estar demonstrado nos estudos feitos antes da comercialização.
4 - O composto "toranja" sempre me fez confusão dadas as interacções medicamentosas que pode acarretar... Ou será que é muito diferente tomar sumo de toranja e ingerir "toranja" seja lá de que modo esteja no granulado?
Antes de tomar qualquer suplemento é importante recorrer à ajuda de um profissional que saiba responder a uma série de perguntas. Para que isso possa acontecer é necessário que haja formação sobre estas novidades que são colocadas no mercado. É importante que, por exemplo, um diabético não tome suplementos que contenham crómio pois pode alterar os níveis de glicemia ou um hipertenso tomar grandes quantidades de chá verde (que existe em muitos produtos de venda livre)... E como estes há tantos outros casos...

3 comentários:

Andie disse...

hello! aproveito para comentar, pois enviaram-me um mail a informar-me disto.
Primeiro pensei que fosse uma partida de 1 de abril. :) Não sei porquê ando sempre muito atenta a essas coisas neste dia. Mas já confirmei, e é de facto verdade.

Segundo, concordo com o que tu dizes.

Terceiro, isto que sucedeu só mostra o quanto é uma galhofa o sistema de controlo de qualidade/eficacia/segurança dos suplementos alimentares (que a este ponto de situação, leva-me a crer que não houve qualquer controlo).

Quarto, falas da necessidade de sabermos o que se passa referente ao produto que temos entre mãos para vender. Eu sempre olhei com desconfiança para este produto, sou muito sincera. Custa um balúrdio e achei que o quer que lá tivesse não fosse fazer grandes diferenças às pessoas; inclusivé fiz sempre muitas perguntas Às pessoas para descobrir o que as levava a crer que aquilo seria o melhor para elas. Esta minha desconfiança confirmou-se, por acaso, e penso que seja mais grave devido aos casos de hepatotoxidade! (merecia melhores esclarecimentos de facto...) Mas a minha desconfiança também é reflexo da falta de informação, que me parece muitas vezes propositada, por parte destas empresas que antes de informar os profissionais de saúde, sobrecarregam as "horas de ponta" de anúncios na rádio e tv.

E isto sim, este último ponto é que para mim se torna um escândalo.
Para quando um controlo mais apertado aos suplementos alimentares / produtos naturais?

teardrop disse...

Confirmei imediatemente na página do Infarmed, uma vez que a maioria das pessoas achava que se tratava de uma brincadeira de 1 de Abril...

Nimrod disse...

A mim apareceu-me logo gente a perguntar isso na farmácia.

A mais engraçada era uma que dizia:"Ah, eu dei-me maravilhosamente bem com aquilo! E ainda perdi aqui uns belos cms nas ancas!!"

LOL